domingo, 25 de agosto de 2013

Poema: Boa noite, meu amor...

É só uma nova crônica, poema, ou como você queira entender.

Espero que leia com a música que deixarei de recomendação.

Tenham uma ótima noite...




Boa noite, meu amor...

Por Kelvinouteiro


Seus olhos negros que incessantemente fixavam sua atenção dentro de minha alma reviravam meus sentimentos. Aos poucos minha sanidade se esvaía sendo tomada em êxtase.

Tremor, suor frio, breves tonturas.

Seu olhar, sua voz a ecoar.

Desespero tomava a sala. Um desespero por mais de ti.

Ai daqueles que te conheciam.

Conhecer-te causa sintomas: Sofrimento, desespero, pouco a pouco é levado a crises nervosas.

Ultra dependência por sua existência, sua fragrância, pelo ar que suspira entre sua pele e enche o ambiente.

“Quero-te” não chega a metade da minha ânsia por você.

Espero que entenda, não sou o único humano a te querer assim, mas com certeza sou único por ver olhos nos olhos.

Quão grande posso sonhar ao seu lado?

Não deveria dizer, mas já pensei em roubar sua vida para te ter apenas ao meu lado. O fato de não poder mais sentir seu respirar eliminou esse pensamento.

Deite ao meu lado mais essa noite, e deixe-me sonhar acordado olhando para seu rosto sonolento.

Boa noite, meu amor...
Nos siga em outras redes sociais!