domingo, 5 de agosto de 2012

Décimo Primeiro Capitulo - Minha Rotina (Ultimas emoções)

Porque escolhi essa imagem? Porque eu ri XD
WEEEEYYY, como vão vocês? (Imitando o @hirodots -q)

Estamos de volta com o penúltimo capítulo de minha rotina. Notem que apesar de eu ter dito que precisava de comentários, continuei postando a pedido de pessoas que gostaram e não falaram em público, ou quase não. Mas fico feliz pelos comentários que tive =B 

Obrigado pelo feedback, vocês são lindos e moram no meu coracebo -q

Fiquem com o penúltimo capítulo e até a próxima!
Leia também:

Capitulo 1 Capitulo 2 Capitulo 3 Capitulos 4 e 5
Capitulo 6 Capitulo 7 Capitulo 8 Capitulo 9 Capitulo 10


Minha Rotina - Dia 11 (Penúltimo capítulo)


04/08/2012

Fechei Pokémon e até capturei o Entei, está tudo bem agora.
Ok. Parei com as piadas de nerds. Demorei quase uma semana para zerar esse jogo, realmente me consumiu muito tempo. Estava tão entretido no jogo que nem percebi que mais um mês se passou e eu ainda não fiz nada nem sobre o dinheiro, nem sobre o dono do diário.

Será que ele ainda está vivo? Lembro que Roger mencionou algo sobre ele ter câncer ou alguma coisa assim...

05/08/2012

Fui até a casa do antigo dono, mas ele já estava morto. Demorei demais, eu acho.
De qualquer maneira, ele sabia que um dia eu iria lá e deixou algumas anotações e páginas arrancadas do diário da época em que estava com ele para quem viesse procurar por ele com a sua mulher. Interessante, ele deveria ter sido um bom homem enquanto vivo. Gostaria de ter o conhecido antes.

As anotações estavam organizadas por mês, o que foi ótimo pra mim.
Comecei pelas primeiras que falavam de quando ele encontrou um diário jogado na frente da sua casa, depois descrevia coisas estranhas que aconteciam depois de escrever algumas coisas nele e mais ou menos seis meses depois descobriu o que realmente era o caderno com ajuda de um amigo que conhecia esse lado “místico” da vida. Mais pra frente ele relatava sobre outros possíveis objetos que ele gostava de chamar de “Artefatos Malditos”.

Tem uma palavra que eu não entendi e não havia explicação para ela em nenhuma das anotações. CSA. Imagino que seja uma organização ou algo do tipo, sei lá.

Na ultima anotação ele deixou uma carta para quem estivesse atualmente com o caderno, vou deixar anexada a esta página.
Boa noite, eu. Vou ter muita coisa pra pensar e fazer a partir de hoje.

Olá, atual portador do caderno do extremo.
Sou o antigo dono do caderno, mas isso você já sabe.
Se você estiver lendo essa carta quer dizer que foi na minha casa tarde demais, mas ao menos tentou me procurar. Creio também que já leu as outras anotações mais antigas e já deve fazer alguma idéia da situação que se encontra.
Pois bem, não vou me apresentar porque já morri. A única coisa que peço que faça em meu nome é que continue minhas pesquisas sobre esse mundo espiritual e paranormal que o mundo real ainda não conhece.

Há tópicos que devo ressaltar logo de começo, pois sem isso você não vai entender nada do que eu vou dizer daqui pra frente.

1° Esqueça da física e do seu ateísmo, ou bloqueio contra fatos não comprovados pela ciência, se ainda não o esqueceu depois do que já deve ter passado com esse caderno.
2° Tente se lembrar o máximo das histórias que ouvia quando criança, porque a maioria delas pode ter sido real, só que não exatamente da forma como foi romanceada.
3° Não deixe ninguém além de você saber da existência desses objetos, incluindo o caderno. Existe uma organização da qual não deve nem ao menos ser nomeada que está atrás desses objetos. Uma vez que chamá-la ou contar para alguém, pode ser o seu fim. É possível que eu tenha sido morto por essa organização ao invés de câncer.

Dados os recados, vamos começar.

Artefatos Malditos:

Aparentemente eram objetos que materializavam-se a partir do sofrimento extremo de uma pessoa, sofrimento esse geralmente ligado a perdas de amores e familiares para a morte. Pessoas que sofreram abandonadas pela vida de um jeito que poucas pessoas já sofreram.
Eu sei que já deve ter ouvido isso algumas vezes, mas é preciso que memorize.

De algum modo, essas pessoas sofrem uma metamorfose ou uma espécie de teste no interior da sua mente. Eu não sei explicar o que realmente acontece desde que não existem muitos relatos a respeito disso por aí. Os “CSA’s” tem algo a ver com isso, mas eles não respondem nenhuma pergunta a respeito disso.

Lembra da espada Excalibur? Das Lâmpadas dos Desejos? E do Tapete Mágico? Já deve ter ao menos ouvido falar da Caixa de Pandora. Pois bem, resumindo, são todos objetos amaldiçoados. Porque tem formas tão distintas? Suponho que seja pelas diferentes causas dos sofrimentos e personalidade dessas pessoas.

Eu consegui encontrar um desses objetos, uma espada amaldiçoada japonesa, mas não pude deixar para você. Precisei deixar com alguém da minha confiança, meu amigo Mathias. Ele tem muito a ver com essa história, mas não posso contar nada sobre ele agora.

A Organização:

Não ouse enfrentá-la, nem em seus piores sonhos. Se você acha que bandidos, mafiosos ou qualquer outro tipo de “vilão” é poderoso, não conhece nem 1% do poder da organização.
Eles possuem poder para controlar demônios e outras criaturas místicas. Não duvide da sua existência, eles não duvidam da sua até apagá-la da face da terra.

Não há muito que falar dela, apenas não se aproxime dela.

Anjos:

Além dos CSA, são os únicos que você pode confiar, além de Deus.
Se estiver sendo perseguido pela Organização, a única coisa que pode fazer é orar e esperar que seja atendido, ou não.

Acredito que tudo esteja ligado ao Armagedom e o Apocalipse, mas não tenho certeza. Eu mesmo vi um anjo poucos dias atrás, foi ele que esclareceu algumas de minhas dúvidas. Ele também me mostrou uma visão de um futuro caótico que estamos condenados, a não ser que ajudemo-los a vencer a guerra.

Acredite em mim, precisamos encontrar urgente esses artefatos antes que seja tarde demais. Existem outras coisas que eu precisava citar, mas não tive muito tempo para confirmar a veracidade delas, então, deixo só os rascunhos com você.

Espero que acredite em mim, sendo que nem eu não acreditaria em mim mesmo há oito meses.
Um abraço e boa sorte, você vai precisar.”
Nos siga em outras redes sociais!